segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Pesquisa Ibope no Cabo aponta Lula Cabral com 52% e Betinho Gomes com 28%


Pesquisa divulgada pelo Ibope sobre a disputa municipal na cidade do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, mostram o candidato Lula Cabral (PSB), com uma larga vantagem sobre o segundo colocado o candidato Betinho Gomes (PSDB). De acordo com o Ibope, se as eleições fossem hoje, o socialista teria 52% dos votos contra 28% do tucano, enquanto Gleydson Goes, do Psol, ficaria com apenas 1%. Brancos e nulos somam 18% e 11% não souberam ou não quiseram responder.

Quando apenas os votos válidos são considerados, eliminando brancos e nulos, o Ibope constatou que a hegemonia de Lula é ainda maior: ele teria 62% dos votos contra 33% de Betinho e 5% de Gleydson. Na espontânea, quando o entrevistado é forçado a lembrar do nome do candidato, Lula tem o dobro das intenções de voto: 46% a 23%.

O candidato do PSB aparece melhor situado entre os entrevistados que têm renda familiar superior a dois salários mínimos, alcançando 55% dos votos na pesquisa espontânea e 59% na estimulada. Nesta última, ele aparece como o favorito de 65% dos eleitores jovens (entre 16 e 24 anos). Outro ponto positivo registrado para Lula Cabral é o fato de ser o candidato com menor rejeição aferida entre os eleitores ouvidos.

Enquanto 44% das pessoas declararam que não votariam de jeito nenhum tanto em Betinho Gomes como em Gleydson Goes, o índice de Lula ficou em 30%. Essa reprovação em relação a Betinho é ainda maior entre os entrevistados com faixa etária superior a 55 anos, chegando em 52%.

O Ibope perguntou também a opinião dos cabenses sobre quem será o próximo prefeito, independentemente da intenção de voto de cada entrevistado. Também neste item, Lula Cabral ganhou disparado, com 71% das respostas, contra 18% obtidos por Betinho Gomes e 0% para Gleydson Goes. Os outros 11% não souberam ou não quiseram responder.

Dos entrevistados, 54% disseram ter pouco ou nenhum interesse pelas eleições, e a maioria criticou a gestão do prefeito Vado da Farmácia (sem partido). Entre os entrevistados, 65% disseram que o Cabo está “parado” e 23%, “em retrocesso”, enquanto apenas 10% consideraram que a cidade está se desenvolvendo.

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 16 de setembro, com 406 entrevistas tendo uma margem de erro máxima estimada de 5 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da mostra.Seu registro no Tribunal Regional Eleitoral é o de número PE­08169/2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário