quinta-feira, 2 de junho de 2016

A ilusão do PSB com Elias Gomes

Por Paulo Farias do Monte
Só quem não conhece nada sobre Elias Gomes (PSDB) para crer em qualquer apresentação de candidatura a não ser de Conceição Nascimento. Elias já está decidido, há muito tempo, pela mãe de um de seus filhos, porém engana a todos com seu teatro para ganhar tempo, pois Conceição é fraca de carisma e inexpressiva e, colocá-la cedo na disputa é temerária, segundo a ótica de Elias.
Diante dessa constatação Elias Gomes arrasta o anúncio de sua ex-companheira ao máximo possível.
Paralelo a isso, o tucano vem tratando o PSB de Pernambuco e até o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, como se fossem tolos ou neófitos. O PSB já acordou e sabe que toda essa encenação de Elias Gomes, que inclui choro e pedidos para que o PSB, em Jaboatão dos Guararapes, não apresente candidatura própria ou não apoie outra candidatura, é apenas uma estratégia, pois se o contrário ocorrer Elias Gomes poderá ver, seu projeto e sonho majoritário afundar, vez que no Cabo, a situação de seu filho é crítica, é de UTI.
Se o PSB cair nesse conto do vigário e deixar-se envolver na dramaturgia de Elias Gomes, logo após as convenções, verá um Elias Gomes diferente. Como presidente do PSDB que será, Paulo Câmara e Geraldo verão o tucano defender com veemência a candidatura de Daniel Coelho, contra quem conspirou a vida toda, no sonho de receber o apoio no Cabo e em Jaboatão.
A capacidade de Elias em subestimar a inteligência alheia é tamanha que ele tirou a pupila do petista João Paulo, Karla Menezes e a filiou no PSB, no intuito de oferecê-la como vice ao PSB. Seria uma chapa pão com pão, vez que Karla não é PSB, ela é Elias e João Paulo.
Depois, o próprio Elias Gomes irá, pretensioso que é, se lançar numa aventura majoritária contra o próprio Paulo Câmara, para na verdade, tentar ganhar uma vaga na disputa pelo Senado.
Para mim, o PSB de Pernambuco já tinha acordado do sono com o inimigo. Elias Gomes precisa entender que não há dois PSBs, nem dois PSDBs.
O PSB deve acordar e deixar de embarcar nas ilusões de Elias Gomes, que, para quem conhece o seu modus operandi, como eu, sabe que ele jamais decidiria por outra candidatura senão a de alguém que lhe serve como uma serva. Com a eleição de Conceição, Jaboatão teria o terceiro governo de Elias Gomes.
É isso aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário