quarta-feira, 23 de março de 2016

Jaboatão: servidores em educação deflagram greve

Cerca de 51 mil alunos vão ficar sem aula no município a partir desta quarta-feira

Sinproja pede aumento equivalente ao piso da educação,
estipulado pelo MEC, de 11,36%
Cerca de 51 mil alunos vão ficar sem aula em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR), a partir desta quarta-feira (23), devido a greve dos servidores da educação.
A paralisação dos trabalhadores foi aprovada durante assembleia da categoria, realizada nesta terça-feira (22).
De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município do Jaboatāo dos Guararapes (Sinproja), João Eudes, a proposta da Prefeitura foi de reajuste de 3% no valor dos salários.
O Sinproja pede aumento equivalente ao piso da educação, estipulado pelo MEC, de 11,36% para todos os educadores e de 11,30%, referente às perdas inflacionárias, aos servidores da área administrativa.
“Foi aprovado o aumento de 11% para 14% na alíquota previdenciária. Portanto, essa proposta de 3%, na prática, é de aumento zero”, afirmou.
Ainda conforme Eudes, o reajuste de 11,36% foi oferecido pela gestão apenas para os professores temporários, contratados por meio de seleção simplificada. “A proposta não se estende para nenhum efetivo”, completa.
Uma nova assembleia dos trabalhadores está marcada para o dia 29 de março de 2016.
No total, há 3,2 mil profissionais em educação no município, que atuam em 130 unidades de ensino.
Fonte (FolhaPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário