sábado, 12 de março de 2016

Irmão de Eduardo Campos confirma participação em protestos contra Dilma neste domingo

O advogado e escritor Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos e um dos pré-candidatos a prefeito de Olinda, pelo PSB, confirmou, nesta tarde de sexta-feira, que estará “como cidadão” participando das manifestações pró-impeachment no próximo domingo, dia 13 de março.
“Os brasileiros , sejam estudantes, empresários, artistas, trabalhadores, não podem se esquivar de participar da vida nacional nesse momento de grave crise com consequências na vida de todos nós. A mobilização dos brasileiros em ir às ruas no próximo domingo é fundamental para que as mudanças necessárias realmente aconteçam, sendo o povo o protagonista de sua história”.
“Aprendi com o meu avô, Miguel Arraes, que quando o cerco ou a situação for difícil, vá para perto e ouça o povo, que é a grande força matriz desse país”, afirma.
Repetindo o slogan “Nunca desistiremos do Brasil”, usado pelo irmão na campanha presidencial de 2014, o advogado, defende que a melhor alternativa para o Brasil, nesse momento, seria fazer um governo de transição, sem Dilma, com eleições para presidente conjuntamente para prefeito, em outubro.
“O que está acontecendo com o Brasil, o meu irmão Eduardo Campos já anunciava quando candidato à presidência, resistindo contra tudo isso e buscando uma alternativa para evitar essa grave crise, que tem um viés político fundamental. Estava ao lado dele nessa luta. Tivemos muitas dificuldades, ameaças, mas nunca perdemos a fé, a coragem e a esperança no Brasil, próprios de quem combate o bom combate. Resistimos.”, afirmo, antes de frisar que Dilma mentiu.
“Após sua prematura morte, fui um dos primeiros a defender a candidatura de Marina Silva, naquele momento, para o enfrentamento contra as forças que atualmente governam o Brasil e que nos levaram a uma grave crise. Apoiei no 2º turno a candidatura de enfrentamento a Dilma, que mentiu sobre a real situação do Brasil. Contudo, não é só necessário o impeachment de Dilma, mas criar uma agenda mínima nacional, que una os brasileiros para enfrentar esse grave crise, dando um rumo ao país”.
Advogados
Para garantir a liberdade e o direito dos cidadãos que vão participar do ato, a Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco anunciou que estará funcionando em esquema de plantão durante o dia, na sede da instituição. A manifestação acontece a partir das 10h, no bairro de Boa Viagem. A OAB-PE disse que estará atenta as manifestações organizados em todo o país e que trabalha com “expectativa de grande adesão popular”.
“Nosso partido é a democracia”, disse o vice-presidente da OAB-PE, Leonardo Accioly, ao ressaltar que o trabalho da instituição será o de garantir o direito à livre manifestação pacífica de qualquer pessoa.
“Em momentos de acirramento político é que a nossa entidade deve estar mais vigilante quanto à supressão dos direitos fundamentais, dentre eles o da livre expressão”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário