quarta-feira, 2 de março de 2016

Gestão de Vado no Cabo é desaprovada por 81,5%

Inelegível para disputar a reeleição no Cabo, o prefeito Vado da Farmácia (PTB) faz uma gestão extremamente desaprovada pela população. Segundo pesquisa do Opinião, 81,5% dos entrevistados disseram que desaprovam a sua gestão contra apenas 12,3% que informaram que aprovam, enquanto 6,2% não responderam ou disseram que não sabiam responder. A maior taxa de desaprovação ao Governo cabense está entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos – impressionantes 88,7%.
Em seguida, o maior percentual de desaprovação aparece entre os eleitores com renda familiar entre um e três salários mínimos – 87,8%. Em escolaridade, a maior desaprovação é vista entre os eleitores com grau de instrução superior – 86,8%. Por sexo, a maior desaprovação se situa entre as mulheres – 82,3% contra 80,6% dos homens.
Já a administração do governador Paulo Câmara no Cabo é aprovada por 43,3% contra 33,3% dos que desaprovam, enquanto 23,4% não souberam responder ou se negaram. A presidente Dilma, por sua vez, não fica muito distante do prefeito em impopularidade: 66,3% dos entrevistados disseram que desaprovam a sua gestão contra 21,3% dos que aprovam, enquanto 12,4% se apresentaram incapazes de responder à questão.
O levantamento foi feito entre os dias 25, 26 e 27 de fevereiro num universo de 400 entrevistados nas localidades de Bom Conselho, Bom Jesus, Centro, Charneca, Charnequinha, Cohab Destilaria, Engenho Ilha, Enseada dos Corais, Gaibu, Garapu, Jussaral, Malaquias, Maria das Mercês, Nossa Senhora do Rosário, Novo Horizonte, Pirapama, Ponte dos Carvalhos, Pontezinha, Santo Inácio, São Francisco, Suape, Vila Roca e Vila Social Contra o Mocambo.
A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação, com entrevistas pessoais e domiciliares. No Tribunal Regional Eleitoral, onde está devidamente registrada, a sondagem recebeu o protocolo de número PE-03384/2016. A margem de erro é de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário