sexta-feira, 18 de março de 2016

As incoerências de Elias e Betinho Gomes

Por Paulo Farias do Monte*
O prefeito de Jaboatão, Elias Gomes, e seu filho deputado federal Betinho Gomes, ambos do PSDB, agem com maestria na arte de jogar para plateia. O prefeito faz de tudo para aparecer. Cria teses, como a de implantar o parlamentarismo, porém faz tudo ao contrário.
Como uma pessoa que defende o parlamentarismo, faz de tudo para sufocar a Câmara de Vereadores? Recentemente, ele cooptou todos os vereadores, filiando-os ao seu partido.
Elias pratica a troca de benesses com o parlamento para garantir a aprovação de seus projetos. Fere o princípio da autonomia, independência e harmonia entre os poderes. Daí eu pergunto, por que Elias não faz uma experiência de parlamentarismo em Jaboatão?
Na Câmara Federal, Betinho Gomes (PSDB) busca os holofotes das Câmara de TV, na Comissão de Ética, no intuito de cassar o presidente Eduardo Cunha, porém o Tucano responde a processo no STF por crime eleitoral, uma vez que passou cheque de campanha sem fundos e o omitiu nas prestações de contas eleitorais.
Pai e filho fazem críticas contundentes ao PT, porém vivem cortejando o Partido dos Trabalhadores. Na Prefeitura de Jaboatão, vários petistas ocupam cargos comissionados. A secretária de Governo de Elias Gomes é Karla Menezes, petista de carteirinha. Karla é quem norteia a política de Jaboatão.
Na Câmara Municipal os dois vereadores que eram petistas até ontem, integravam a base de Elias e, no primeiro biênio da atual Legislatura, o prefeito trabalhou para eleger o petista Ricardo Valois como presidente da Casa.
Com Elias e Betinho o discurso e a prática vivem num eterno divórcio. A incoerência é marca indelével de ambos.
Dizem que fazem política moderna e se comportam como coronéis de um longínquo grotão. Aqueles que se colocam na oposição, percebem o tratamento como perseguição e retaliação.
No Cabo de Santo Agostinho, a dupla insiste com a candidatura de Betinho a prefeito e de seu irmão a vereador. Em Jaboatão, Elias tenta eleger a super secretária Conceição. Se diz moderno e faz a política atrasada. Sonha em implantar a dinastia dos Gomes no Estado, mas falta-lhe estofo moral e político.
*Advogado

Nenhum comentário:

Postar um comentário