sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Em réplica, vice-prefeita do Cabo acusa Vado da Farmácia de nomeações eleitoreiras e fantasmas

Foto: JC Imagem
Por Edna Gomes da Silva, em réplica enviada ao Blog de Jamildo.
Chegam a ser hilárias as justificativas e respostas vazias do Prefeito Vado. Eu as rebato ponto a ponto:
1- Em primeiro lugar as exonerações efetuadas em meu gabinete ocorreram muito antes dos falsos ajustes financeiros. Ocorreram por perseguição.
2- O prefeito Vado não é pessoa indicada para falar sobre presença minha, de Secretários ou de qualquer servidor, ao trabalho, vez que ele é ausente da Prefeitura, despacha à beira da piscina, da bela casa à beira mar que adquiriu após assumir, assim como tantas outras propriedades, que estão sob a investigação do MP.
3 – Ele, sim, está na contramão da crise, uma vez que gastou, recentemente, mais R$ 700 mil reais para patrocinar um evento particular, enquanto hospitais estão fechados aos finais de semana, faltam médicos, medicamentos.
4- Ele, sim, está na contramão, quando deixa crianças sem merenda e fardamento e a empresa Casa de Farinha faz dois meses que não paga as merendeiras e não fornece a contento os alimentos às nossas crianças.
5- Ele, sim, está na contramão, quando deixa a saúde falida e mantém várias pessoas nomeadas nesta secretaria, em bons cargos, como dono de rádio comunitária, locutores e etc. Estes sim, não dão um dia de serviço.
6- Ele está, sim, na contramão pois continua a nomear pré-candidatos, que se aproveitam de sinecuras, mantém uma ex-miss nomeada como assessora especial, percebendo R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais), sem trabalhar. No Cabo, até proprietária de escritório de contabilidade é nomeada como gerente da secretaria de Ação Social, para trabalhar em seu próprio escritório. Isso é estar na contramão. Prova de que anda na contramão é que Vado amargar índices de reprovação de mais de 80% nas pesquisas.
9- Estar e caminhar pela contramão é desrespeitar o povo, é desrespeitar a justiça, pois determinação judicial não se discute, se cumpre. E ele já fora intimado por duas vezes para cumprir as determinações da justiça, mas se acha acima da lei.
Em fim, Vado da Farmácia na verdade de tanto andar na contramão já devia ter perdido a carteira, como ocorreu dia desses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário