sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Em nota oficial, Vado da Farmácia diz que vice está na contramão do ajuste municipal

Foto: Arquivo/JC Imagem
Em resposta à nota publicada nesta quinta-feira (15), em que a vice-prefeita Edna Gomes exige do prefeito Vado da Farmácia a nomeação de diversos servidores de cargos comissionados para seu gabinete, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, em respeito à opinião pública e aos cabenses, esclarece que:
a) Até o momento, não recebeu citação judicial referente ao assunto e que, oportunamente, quando receber, a Prefeitura e o Prefeito Vado irão se manifestar, como fazem em todas as demandas que lhes chegam;
b) O município do Cabo de Santo Agostinho possui mais de 20 mil (vinte mil) processos e que este a que se refere a vice-prefeita é um como qualquer outro, e por isso a gestão não vai se prestar a ficar discutindo mérito por intermédio da mídia;
c) O que fez a vice-prefeita foi tão somente um pedido, e pedir qualquer um pede o que quer;
d) A vice-prefeita está na contramão da crise econômica brasileira, quando todas as esferas de Poder estão reduzindo o salário de comissionados, num gesto de austeridade, enquanto a vice-prefeita se recusa a fazê-lo, alegando ironicamente que foi eleita e nada tem a ver com a situação, ao contrário do prefeito Vado e dos servidores que tiveram seus vencimentos reduzidos. Além do mais, a vice briga de forma mesquinha por mais e mais cargos, mesmo sem dar um dia de expediente no seu gabinete na Prefeitura.
Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho,

Nenhum comentário:

Postar um comentário