quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Betinho Gomes, um vereador federal


 Por Paulo Farias do Monte*
É comum em alguns políticos não saber realmente as atribuições e esfera de atuação de seu mandato.
Desnorteado e arrependido por ter sido candidato a deputado federal e ficado longe de sua principal base, o Cabo de Santo Agostinho, onde é teimosamente, eterno candidato a prefeito, o deputado Betinho Gomes (PSDB), age como se fosse um vereador da cidade.

Nos finais de semana em que está na terrinha, ao invés de discutir política e ouvir a sociedade para melhorar o seu pífio desempenho na Câmara Federal, Betinho se embrenha nos esgotos a céu aberto e buracos das vias para gravar vídeos criticando o prefeito Vado (sem partido).
Ora, esse seria o papel dos vereadores aliados de Betinho Gomes, que aliás só conta com três, numa Câmara composta por dezessete e, dois deles são usufrutuários das benesses do Governo Vado, quais sejam: Arimateia (PSDB) e Ricardinho (SD), este último, mesmo sendo primo de Betinho, se comporta na Câmara, como líder do Governo Municipal.
Sozinho, só resta a Betinho Gomes descer do seu pedestal e fazer as vezes de vereador.
Desta forma a população do Cabo fica sem representante em Brasília porque o mandato de Betinho é pífio e alvo de críticas até do Fernando Henrique, que afirmou que os Deputados do PSDB, e incluindo os três de Pernambuco, votam para prejudicar o País e que não devem fazer a oposição por que quer.
É frustrante o desempenho de Betinho. Votou contra os trabalhadores, contra o fim do fator previdenciário e anda na contramão do que a sociedade espera.
É lamentável ver um deputado jovem como Betinho Gomes (PSDB) se expor ao ridículo em vez de discutir os grandes temas nacionais, que é tarefa precípua dos bons deputados federais, daqueles que sabem para que foram eleitos.
A cidade do Cabo que votou para eleger um deputado federal ganhou uma nova categoria de político: O vereador federal.
*Membro do Diretório do PSB do Cabo de Santo Agostinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário