terça-feira, 30 de junho de 2015

Escola no Cabo de Santo Agostinho é saqueada e incendiada

Vários documentos foram queimados e as estantes, vasculhadas

Do JC Online

Instituição escolar fica na Tenente Manuel Barbosa da Silva, ao lado da Câmara Municipal do Cabo / Foto: Wilson Firmo/Cortesia

Instituição escolar fica na Tenente Manuel Barbosa da Silva, ao lado da Câmara Municipal do Cabo

Foto: Wilson Firmo/Cortesia

A Escola Estadual Madre Iva Bezerra de Araújo, no Centro do Cabo de Santo Agostinho, Região Meropolitana do Recife, foi alvo de arrombamento e incêndio na noite deste domingo. É a décima vez somente este mês que a instituição é alvo de vandalismos e roubo. As aulas desta segunda-feira estão suspensas.
Os vândalos atearam fogo na sala dos professores, cujo teto ficou destruído. Vários documentos foram queimados e as estantes, vasculhadas. A secretaria, a sala da direção e a de monitoramento também foram arrombadas neste domingo, mas não se sabe se algo foi levado. A estrutura elétrica do local ficou comprometida com o incêndio considerado de pequenas proporções pelos Bombeiros.

Segundo funcionária da escola que não quis se identificar, desde o último dia 6, já foram levados diversos equipamentos tecnológicos usados nas aulas. Computadores, 32 notebooks, três aparelhos de TV, um datashow, uma lousa digital e aparelhos de ar-condicionado estão na lista de itens roubados. Documentos foram rasgados e cartões de passes estudantis, levados. Até alimentos que seriam utilizados no preparo de merenda já foram furtados. 

No último sábado, dois adolescentes foram apreendidos suspeitos de cometerem os arrombamentos. Funcionários 
informaram que o uso da quadra da escola sem controle facilita o acesso de criminosos à escola. A caixa d’água do imóvel ficou inutilizada durante vários dias porque algumas dessas pessoas tomaram banho nela.

A instituição escolar fica na Tenente Manuel Barbosa da Silva, ao lado da Câmara Municipal do Cabo. Ao saber do incêndio, funcionários estiveram no local e lamentaram as perdas. A direção da escola deve solicitar à Polícia Militar reforço de segurança na área com vigilância fixa para evitar novos casos de vandalismo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário