quinta-feira, 28 de maio de 2015

Fifa se diz vítima no processo de prisões de dirigentes ligados à entidade

(Foto:EFE)

Horas depois das prisões de dirigentes ligados à Fifa, entidade que regula o futebol no mundo, a organização decidiu se pronunciar de forma oficial. Em uma entrevista coletiva, o porta-voz do órgão, Walter de Gregório, afirmou que a federação é apenas uma vítima em todo o processo, além de revelar a tranquilidade do suíço Joseph Blatter, atual presidente.
“O que aconteceu hoje é bom para a Fifa. Não em termos de imagem, é claro, mas para fazer uma limpeza. É um processo que já começamos, de investigar. Nós ajudamos a Justiça, é de nosso interesse que essa história seja apurada”, disse o porta-voz da entidade. “A Fifa é na verdade uma vítima, é a parte prejudicada nesse processo, porque danifica nossa imagem. Não houve qualquer ação dentro de nossos escritórios, somos a parte que sofre as consequências. Obviamente que isso acontece em um momento difícil. Doí, mas é necessário””, completou.
Gregório afirmou que Blatter está bastante tranquilo em relação às ações policiais desta manhã. “Ele não está dançando na sala, mas está tranquilo. O nome dele e o do secretário-geral não tem qualquer envolvimento neste caso”, disse. Ainda de acordo com o porta-voz, a eleição da entidade está mantida e não há qualquer intenção de cancelar o pleito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário