quarta-feira, 4 de março de 2015

Ex-ministro da Integração, FBC apela a Dilma que conclua Transposição

Foto: Chico Ferreira/PSB
Foto: Chico Ferreira/PSB
Ex-ministro da Integração Nacional no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) fez um apelo público à petista para que ela conclua as obras da Transposição do Rio São Francisco e os Ramais do Agreste e Entremontes, em Pernambuco. De acordo com o socialista, todas as obras estão com o cronograma atrasado.
“Faço, desta tribuna, um apelo a Presidenta Dilma Rousseff, para que possamos de fato iniciar e concluir estas obras”, disse FBC, no Senado. “Como representante de todos os pernambucanos, não medirei esforços para a conclusão de projetos importantes como a Transposição do São Francisco e os Ramais do Agreste e Entremontes, investimentos que estão com seus cronogramas atrasados”, afirmou o socialista.
Em seu discurso, Fernando Bezerra Coelho ressaltou o fato de que o problema de abastecimento hídrico atinge todo o País. Em Pernambuco, lembra o senador, 116 municípios enfrentam rodízio de abastecimento de água. Desses, 41 estariam em situação de colapso de abastecimento.
“As previsões não são nada animadoras; alguns meteorologistas afirmam que este ano deverá chover 70% abaixo do esperado no Estado”, diz FBC, que tem defendido um realinhamento político do PSB com a gestão de Dilma para garantir a concretização dos investimentos federais em Pernambuco.
“É uma questão que se desdobra em várias outras, na medida em que, além da água para o consumo da população, são também afetadas diretamente pela estiagem a produção de energia elétrica, a agricultura, a produção industrial e diversas atividades econômicas”, alerta ainda.
Nessa terça-feira (3), o senador Humberto Costa (PT) anunciou, após reunião com o ministro da Integração, Gilbero Occhi, que os primeiros nove quilômetros do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco serão inaugurados em junho. E que em agosto outros 45 quilômetros da obra devem estar prontos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário