terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Lei seca vai atuar em quatro turnos durante o Carnaval

Efetivo vai atuar em 15 hospitais da rede estadual de saúde. O maior número de médicos será concentrado no Hospital Otávio de Freitas

Do JC Online

Com informações da repórter Verônica Almeida

 / Foto: Wenyson Aubiérgio/Acervo/JC Imagem

Foto: Wenyson Aubiérgio/Acervo/JC Imagem

Atualizada às 11h27
As operações da Lei Seca no Estado de Pernambuco receberão um reforço durante o Carnaval. As equipes atuarão em quatro turnos a partir do sábado, com revezamento nos períodos da manhã, tarde, noite e madrugada. Paralelo a isso, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou um reforço de 2.958 mil profissionais que atuarão durante os quatro dias de Carnaval em Pernambuco. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa pelo secretário de Saúde do Estado, Iran Costa Júnior, na manhã desta terça-feira (10).
As equipes da Lei Seca serão compostas por 11 pessoas, sendo quatro policiais militares, quatro agentes do Detran e três técnicos de saúde. Nas estradas, as equipes atuarão juntamente às policiais rodoviárias Federal e Estadual. Serão disponibilizadas nove vans informatizadas, que atuarão nos arredores dos focos de folia.
A partir de sábado, 327 médicos, 819 profissionais de nível superior, entre enfermeiros, farmacêuticos e assistentes sociais, 1.769 profissionais de nível técnico e 43 de nível elementar serão distribuídos em 15 hospitais da rede estadual. A unidade que vai receber o maior efetivo será o Hospital Otávio de Freitas. Especializado em traumas, a unidade vai receber um reforço de 63 médicos. Seguido do Barão de Lucena, com 37 médicos, e pelo HR, com 20 profissionais. Os demais profissionais serão distribuídos entre outros 13 hospitais do Estado.
"A Secretaria Estadual de Saúde está investindo R$ 2,49 milhões nas ações de Carnaval. Do total, R$ 97 mil vão para os municípios de Olinda, Recife e Itamaracá, para reforçar as ações nessas cidades", informou o secretário Iran Costa Júnior.
Além da rede própria, o Estado contratou 115 leitos de retaguarda em hospitais conveniados ao SUS. Durante o Carnaval, os serviços de Saúde, entre eles o SAMU e a Vigilância em Saúde, estarão trabalhando de forma integrada à segurança pública. Da mesma forma que durante a Copa do Mundo 2014, o Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde estará em funcionamento. Pelo sistema, informações serão repassadas das unidades de saúde e dos polos de Carnaval por meio de um aplicativo desenvolvido pela equipe de tecnologia da Secretaria.
As ações contra a disseminação de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) também foram reforçadas. O Estado vai distribuir um total de 3 milhões de preservativos masculinos no Estado, além de panfletagem de material bilíngue para orientar o folião sobre a rede de assistência e prevenção às doenças.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário