sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Governo do Estado tenta resolver impasse na requalificação da BR-101

Construtora responsável pela obra desistiu do contrato de manutenção

André de Paula agora negocia para segunda colocada de licitação assumir obras na BR-101 / Sérgio Bernardo/JC Imagem

André de Paula agora negocia para segunda colocada de licitação assumir obras na BR-101

Sérgio Bernardo/JC Imagem

O governo estadual se movimenta para evitar que as obras de requalificação do trecho de 30 km da BR-101 no entorno do Recife sejam ainda mais prejudicadas devido ao envolvimento da construtora Mendes Júnior na operação Lava Jato, que investiga desde março do ano passado um esquema de desvio de dinheiro abrangendo a Petrobras, empreiteiras e políticos. A empresa ganhou uma licitação do governo estadual para requalificar a via e oficializou este mês à Secretaria das Cidades que vai desistir do contrato, orçado inicialmente em R$ 216 milhões.

Com a desistência da Mendes Júnior, o governo estadual iniciou as negociações com a segunda colocada da licitação realizada em 2013 para assumir as obras. “É importante ver se a empresa (Ferreira Guedes) se dispõe a assumir o contrato nos termos em que a Mendes Júnior ganhou. Há algumas dificuldades porque vários insumos tiveram alteração. A gente reconhece que não pode cobrar da noite para o dia que se manifestem sobre essa responsabilidade. Já tivemos várias reuniões e haverá mais uma ou duas. Devemos ter clareza disso no começo de março”, informou o secretário das Cidades, André de Paula.

Caso a Ferreira Guedes opte por não assumir o contrato assinado pela Mendes Júnior, as obras de requalificação BR-101, no trecho que vai de Abreu e Lima a Jaboatão dos Guararapes, sofrerão ainda mais atrasos. “Estou tranquilo em relação à qualidade da segunda colocada. Mas se a empresa entender que o contrato não é exequível, vamos iniciar rapidamente um outro processo (de licitação) para retomar a obra”, destacou o secretário. 

André de Paula afirmou que o governo estadual, mesmo no aguardo da Ferreira Guedes, vai abrir uma licitação emergencial de recuperação da via. “Vamos lançar um pregão na próxima semana para uma ação emergencial com obras de nivelamento e tapa-buraco. O processo deve ser concluído até o dia 10 ou 15 de março. Em breve, teremos um período chuvoso e mais dificuldades de promover as intervenções na rodovia”, afirmou.

Além da recuperação da BR-101, a Mendes Júnior é responsável pela construção do Túnel da Abolição, no bairro da Madalena, e por obras no corredor Leste-Oeste, na Avenida Caxangá. “O túnel da Abolição será entregue ao fluxo de veículos em março e a obra totalmente concluída em abril. Foi uma negociação que fizemos com sucesso. No corredor Leste-Oeste temos 90% das obras concluídas. Há uma sinalização de que a construtora entende que há condições de ir conosco até o fim. Nesse caso, a melhor solução é estar com ela”, avaliou André de Paula.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário