segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Putin prepara a Rússia para um longo confronto com o Ocidente

Presidente russo acusa “inimigos do passado” de buscarem a ruína do seu país

Pilar Bonet, El País
O presidente russo, Vladimir Putin, acusou o Ocidente de tentar submeter o seu país – “durante décadas, talvez séculos” – a uma política de contenção e de ter desejado a dissolução da Iugoslávia. Em seu breve discurso anual ao Parlamento e à elite política estatal e regional presente no salão São Jorge, no Kremlin, o dirigente arremeteu contra os Estados Unidos e a União Europeia, acusando os “inimigos de ontem” de quererem erguer uma “nova cortina de ferro”.
Enquanto isso, Grozni experimentava um surto de violência sem comparação nos últimos anos. A capital da Chechênia foi reconstruída depois de ser devastada por duas guerras separatistas, das quais a primeira está completando 20 anos neste mês. Segundo fontes locais, um grupo guerrilheiro chegou a Grozni logo depois da 1h de quinta-feira (20h de quarta em Brasília) e, após matar três policiais de uma patrulha de trânsito, entrincheirou-se na Casa da Imprensa, onde funcionam vários meios de comunicação e ONGs.
Caças russos realizam manobras perto da fronteira com a Ucrânia  (Foto: Reuters)Caças russos realizam manobras perto da fronteira com a Ucrânia (Imagem: Reuters)

Nenhum comentário:

Postar um comentário