terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Preso grupo que extorquia moradores de comunidade em Cabo de Sto. Agostinho

As famílias eram obrigadas a pagar uma taxa para não serem expulsas de casa

Por Site Da TV Jornal

Reprodução/TV Jornal
A polícia do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, prendeu uma líder comunitária e mais cinco rapazes, entre eles um menor de idade, por crime de extorsão. De acordo com as investigações, Rosilene da Silva, conhecida como Rosa, 44 anos, vendia casas que não eram dela e obrigava os moradores da Comunidade Francisco Julião a pagar uma taxa para não serem expulsos do local. A suspeita ainda pegava uma quantia semanal com eles para garantir a segurança da comunidade. A suposta vigilância era feita por Ricardo Vitorino da Conceição, 33 anos, Anderson José de Oliveira, 23, Marcos Rodrigues da Silva, 20, Rodrigo José da Conceição, 27, e um adolescente de 17 anos. Todos estão presos.

Em depoimento, Rosilene da Silva contou que cobrava o valor de R$ 10 mensal para organizar e custear protestos, com locação de ônibus e transporte dos moradores. Em relação à quantia de R$ 5 que as pessoas tinham que pagar semanalmente para ter segurança, ela se defendeu afirmando que ninguém era obrigado a dar o dinheiro e que os moradores eram livres para pagarem o valor que pudessem. Apesar da quantia ser considerada baixa, a delegada que investiga o caso disse que as vítimas eram pessoas que vivem em condições de miséria e mal têm uma casa para morar.

Rosilene da Silva foi autuada em flagrante e encaminhada à Colônia Penal Feminina. O adolescente seguiu para Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Os quatro rapazes foram levados ao Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

Nenhum comentário:

Postar um comentário