quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Jaboatão corta 10% de salário dos servidores

Por conta da crise econômica que atinge o Brasil, a prefeitura de Jaboatão deve tomar uma medida emergencial e retardar o pagamento de 10% de parte dos servidores comissionados – incluindo os subsídios do prefeito, vice e secretário. Outra ação feita será a redução temporária da jornada de trabalho do funcionalismo, com exceção dos serviços essenciais.
As medidas foram publicadas em dois decretos no Diário Oficial do município, nesta quarta-feira (10). O primeiro (Nº 194/2014), estabelece “Recesso de fim de Ano” na máquina pública, com ponto facultativo entre os dias 25 deste mês e 4 de janeiro de 2015, além de reduzir o expediente nas repartições de 5 de janeiro a 28 de fevereiro, para o horário das 8h às 14h, com exceção dos serviços da área de saúde, limpeza urbana e assistência social
Já o segundo (Nº 195/2014), estabelece a retardação temporária de 10% dos vencimentos dos comissionados com maiores salários (símbolos CDG-1A a CDG-5B e CAA-1 a CAA-4B, nos valores de R$ 2.700,00 a R$ 8.500,00).
Segundo a prefeitura, a retardação funcionará como uma “poupança forçada”. “Visto que os 10% retidos dos vencimentos serão devolvidos gradativamente, na medida em que for observado o reequilíbrio das contas municipais”, diz a nota da prefeitura local, enviada à imprensa.
Ainda de acordo com a prefeitura, as ações já foram realizadas em 2012, em outro momento de crise econômica do País. Com o corte, a economia por mês no município será de aproximadamente R$ 600 mil.
POR ALEX RIBEIRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário