terça-feira, 29 de julho de 2014

Segundo dia de paralisação dos motoristas começa com chuva no Recife

Do JC Trânsito
Poucos ônibus circulavam na Av. Agamenon Magalhães, uma das principais vias da Região Metropolitana do Recife  / Foto: @andre01santos / Twitter
Poucos ônibus circulavam na Av. Agamenon Magalhães, uma das principais vias da Região Metropolitana do RecifeFoto: @andre01santos / Twitter
O segundo dia de greve dos motoristas, cobradores e fiscais de ônibus do Grande Recife começa com chuva na capital pernambucana, o que preocupa ainda mais os passageiros que precisam se locomover na cidade, na manhã desta terça-feira (29). 
Mesmo no começo da manhã e com a promessa de que 75% da frota estará circulando em horário de pico, alguns passageiros reclamam da demora dos coletivos no Terminal Integrado Joana Bezerra, na área central do Recife. Na integração da PE-15, em Olinda, Grande Recife, os ônibus circulavam com um intervalo maior, causando transtorno no embarque.
Por volta das 6h, na Estação Recife, no bairro de São José, as filas para entrar nos coletivos não mostravam anormalidades, assim como o metrô da linha Sul e Centro. Os passageiros justificam que o movimento na estação aumentará por volta das 7h. Nas paradas de ônibus do Derby, área central, a quantidade de passageiros é maior do que o habitual.
Viaturas da CTTU fazem monitoramento nas principais vias da cidade, como a Av. Visconde de Suassuna, Rua do Príncipe, Cruz Cabugá e Conde da Boa Vista. O esquema de segurança foi reforçado com viaturas da Polícia Militar nas estações em funcionamento do BRT, e também em alguns Terminais Integrados.
O Sindicato dos Rodoviários anunciou em coletiva na noite da última segunda-feira (28) que a greve continuará até que suas reivindicações sejam atendidas. A categoria reivindica um aumento de 10% do seu salário e o aumento do seu vale-alimentação. Uma nova reunião entre a categoria e os patrões está prevista para às 16h desta terça-feira (29).

Nenhum comentário:

Postar um comentário