segunda-feira, 28 de julho de 2014

Ônibus são depredados na Estação do Barro

Na estação Tancredo Neves, os motoristas teriam parado os coletivos e ordenado aos passageiros que descessem dos veículos. Na Avenida Pan Nordestina, em Olinda, coletivos tiveram os pneus furados.

Foto: Lenne Ferreira/DP/D.A Press
Foto: Lenne Ferreira/DP/D.A Press
Vandalismo durante a greve dos rodoviários na estação de passageiros do Barro, na zona oeste do Recife. Depois de estacionar alguns ônibus atravessados na pista, para impedir a entrada e a saída dos coletivos, manifestantes atearam fogo em um dos veículos, da empresa Vera Cruz.
O fogo foi apagado e ninguém ficou ferido. A Polícia Militar foi acionada e enviou duas viaturas para o local. O clima é de tensão e tumulto.

Revoltados, os passageiros ateram pedras nos ônibus. Muitos usuários resolveram seguir  o percurso a pé pelas BRs 232 e 101. Alguns motoristas de carros particulares estão cobrando R$ 10 para transportar as pessoas do terminal do Barro até a estação da Macaxeira.

Também há relatos de que na estação Tancredo Neves, na Imbiribeira, os motoristas teriam parado os coletivos e ordenado aos passageiros que descessem dos veículos. Na Avenida Pan Nordestina, em Olinda, coletivos tiveram os pneus furados. O trânsito está parado no local.

A greve dos rodoviários teve início à zero hora desta segunda-feira. Ás 10h30, a categoria realiza um ato no Parque 13 de Maio. Para as 15h está programada uma coletiva de imprensa dos representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviáriso Urbanos de Pernambuco. A entrevista será concedida na sede do Simpere, na Avenida Visconde de Suassuna, bairro de Santo Amaro, no Recife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário