terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Nome de Armando Monteiro encontra resistência entre militância do PT

Foto: BlogImagem
Foto: BlogImagem
Apesar da aproximação e dos constantes acenos do senador Armando Monteiro Neto (PTB) para o PT de Pernambuco, o nome do político ainda encontra resistência entre os militantes da base do partido. Nesta segunda (10), no evento de 34 anos da sigla, circulava um documento assinado por uma das tendências do PT, chamada Alternativa Socialista Democrática (ASD), defendendo a indicação de um candidato próprio para a disputa estadual, em detrimento ao nome de Armando, preferência da cúpula nacional.
Segundo o grupo, o PT de Pernambuco deve apresentar à militância um “palanque comprometido” com as lutas dos movimentos sindicais, das mulheres dos negros e negras e com as lutas da juventude camponesa. Os militantes cobram, no documento, a indicação de um candidato que represente as bandeiras históricas defendidas pelo partido.
Sem citar nomes, o posicionamento da carta demonstra o descontentamento de alguns segmentos com a indicação do senador.
Sobre a resistência do grupo frente à indicação dele, Armando reafirmou a aliança histórica do PTB com o PT, nas campanhas do ex-presidente Lula e da presidente Dilma, no plano nacional, e do senador Humberto Costa, na esfera estadual.
“Estamos muito à vontade para dialogar com o PT, porque estamos no mesmo campo, tanto no estadual quanto no nacional. Acontece um processo natural e não decorre de uma aliança circunstancial. Minha relação com o partido não nasceu de agora”, rebateu o senador, rememorando o período em que pavimentou a aproximação do ex-presidente Lula com a comunidade empresarial.
Foto: BlogImagem. Imagem da carta de militantes do PT reivindicando candidatura própria.
Foto: BlogImagem. Carta de militantes do PT reivindicando candidatura própria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário