quarta-feira, 26 de junho de 2013

Policial do Gati age com truculência contra mulher no Cabo de Santo Agostinho


Flagrante de brutalidade de cabo da Polícia Militar de Pernambuco – identificado como Daniel — ao intimidar e prender uma jovem mãe, durante protesto que bloqueou a rodovia PE-28, em Enseada dos Corais, nesta terça-feira, 25.
da Redação do BF
“É repudiante e inaceitável”. Assim reagiu o deputado estadual Betinho Gomes, ao assistir a um vídeo que circula nas redes sociais, com flagrante de brutalidade de cabo da Polícia Militar de Pernambuco – identificado como Daniel — ao intimidar e prender uma jovem mãe, durante protesto que bloqueou a rodovia PE-28, em Enseada dos Corais, nesta terça-feira, 25.
Para o parlamentar, que preside a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco, é estarrecedora a maneira como o militar se comportou. Esse fato será uma dos assuntos de seu pronunciamento na manhã desta quarta, na tribuna da Alepe.
“Ainda hoje, vou encaminhar cópia do vídeo e de Boletim de Ocorrência feito pela família da moça para a Corregedoria da Polícia Militar, solicitando abertura de inquérito administrativo para apurar, com rigor, este caso estarrecedor de abuso de autoridade”, adiantou o deputado.
No vídeo, captado por celular de um popular, que acompanhou de perto a investida truculenta do cabo da PM, a mulher é arrancada de forma violenta de seu filho, e levada à viatura do Gati.
O policial diz, num dos trechos do vídeo, que trata “todo mundo bem” , mas que com “bagunceiros, eu boto pra arrombar”. Em seguida, parte para cima da mulher, com dedo em riste, e em tom ameaçador, grita avisando para a mãe da jovem: “mande ela calar a boca. Pode ser o que for. Mande ela calar a boca. Se ela não respeitar a senhora ela vai”.
De repente, puxa a mulher pelo braço, e ombros, de forma violenta. Outros policiais fazem o cerco. O filho dela fica no meio da confusão, chorando, nos braços da avó, que critica violência. A mulher é levada à viatura do Gati.
“Há uma sequência de atitudes que demonstram o completo despreparo e desrespeito à cidadã, com visível exposição de uma criança. Um vexame completo”, critica o deputado.
Betinho acrescentou que um outro ato violento por parte de policiais militares foi registrado no sábado passado, 22, quando da realização de manifestação popular na PE-60, no Cabo de Santo Agostinho. Relatos de lideranças estudantis dão conta do uso de balas de borracha bombas de efeito.
Fonte (Blog do Firmo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário