banner de rolagem carrosel

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Prefeito autoriza recuperação de feira em Ponte dos Carvalhos

230115 - Foto Randy Augusto
Fabiana Gonçalves
O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia (PSB), autorizou ontem (22) a recuperação do pátio da Feira Livre de Ponte dos Carvalhos.A ordem de serviço foi assinada no próprio pátio, com a presença de comerciantes, moradores, secretários e funcionários municipais, além de vereadores.
Entre os serviços que serão realizados no espaço estão a requalificação dos sanitários, da iluminação, do piso do estacionamento e das instalações elétricas e hidráulicas; a construção de balcão para lavagem de frutas e verduras; a recuperação da estrutura e coberta metálica do pátio; além de pintura de paredes, portas e grades. A previsão é de que as obras sejam concluídas em 90 dias.
As melhorias na feira de Ponte dos Carvalhos fazem parte do projeto de recuperação das instalações físicas das feiras do município, que contemplará ainda a feira de Pontezinha (quiosques e pátio) e o Mercadão (casarão e praça de alimentação). As obras serão executadas com recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) II, cerca de R$ 1,2 milhão.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Enseada, Carneiros e Boa Viagem entre as praias mais limpas do Estado

Do NE10
Praia de Enseada é considerada pela CPRH a mais bem colocada no quesito balneabilidade / Foto: arquivo/ JC Imagem
Praia de Enseada é considerada pela CPRH a mais bem colocada no quesito balneabilidadeFoto: arquivo/ JC Imagem

As praias pernambucanas estão sempre bem classificadas nos rankings que definem os melhores destinos de sol e mar do Brasil. Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho, por exemplo, além das belas paisagens pode se orgulhar de estar no topo das localidades mais indicadas para o banho, de acordo com o Programa de Monitoramento de Qualidade das Praias de Pernambuco. O estudo da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) é realizado periodicamente em 50 pontos da costa, abrangendo 11 municípios litorâneos situados em três regiões geográficas do Estado.

Empatadas no primeiro lugar das praias mais limpas, junto com Enseada dos Corais, estão as de Carneiros (em frente ao condomínio Pontal dos Carneiros), em Tamandaré, Litoral Sul do Estado, e de Boa Viagem (em frente à pracinha), na Zona Sul do Recife. 


CPRH aponta cinco pontos próprios para banho em Boa Viagem
CPRH aponta cinco pontos próprios para banho em Boa ViagemFoto: Diego Nigro/JC Imagem
Mesmo sendo urbana, o que normalmente a tornaria mais poluída e imprópria para o banho, a CPRH avaliou como excelente a balneabilidade - que se entende como um contato direto e prolongado com a água - pelos menos outros quatro pontos da praia de Boa Viagem, especificamente aqueles em frente aos postos 8, 10, 14 e 15 do Corpo de Bombeiros.

O ranking dos locais mais indicadas aos banhistas nos 187 km de costa do Estado segue com a Praia de Ponta de Serrambi (no pontal), em Ipojuca, e Tamandaré (na altura do hotel Marinas de Tamandaré), no município de mesmo nome. Destino de turistas de todo o mundo, Porto de Galinhas, em Ipojuca, também foi bem avaliada, principalmete no trecho localizado em frente à Escola Manuel L. C. Uchoa, em Ipojuca.

Outro destaque entre as praias urbanas é a de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife, em especial no trecho que fica na altura do Hospital da Aeronáutica. A limpeza da água está no mesmo patamar da praia de Guadalupe, próximo ao estuário de Rio Formoso, em Sirinhaém, e da praia de São José da Coroa Grande, em frente à Rua da Matriz, no município de São José da Coroa Grande.

As localidades que encerram a lista de melhores praias, no quesito balneabilidade, segundo a CPRH, são as do Pina, em frente ao Posto 4, e a região que fica em na altura da Rua Miguel Arcanjo, em Jaboatão, referente mais uma vez à Piedade.

O levantamento feito pela CPRH desde 1974 abrange os município de Goiana, Itamaracá, Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Sirinhaém, Tamandaré e São José da Coroa Grande. A classificação das praias está baseada nas normas estabelecidas na Resolução Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº20/86, que define padrões de qualidade da água destinada à recreação - prática de mergulho, natação, esqui aquático e onde existe a possibilidade de ingestão de quantidades consideráveis de água.

CLIQUE NOS ÍCONES E CONFIRA ALGUMAS DAS MELHORES PRAIAS DO ESTADO:

PRAIAS IMPRÓPRIAS - Semanalmente, a CPRH também disponibiliza no seu site a listagem das praias pernambucanas que estão consideradas impróprias para o banho. Confira abaixo:

» Em Itamaracá:
Praia de Jaguaribe, em frente à Rua Santina de Barros;

» Em Paulista:
Praia de Pau Amarelo, em frente ao Forte de Pau Amarelo;
Praia do Janga, em frente à Rua Betânia;

» Em Olinda:
Praia de Casa Caiada, em frente à Av. Ministro Marcos Freire Nº 3861;
Praia de Bairro Novo, em frente ao Quartel da PE;
Praia de Bairro Novo, por trás do Colégio Bairro Novo;
Praia do Farol, em frente à Rua do Farol;
Praia do Carmo, por trás dos Correios;
Praia dos Milagres, em frente à Praça dos Milagres.

Em Recife:
Praia do Pina, em frente ao Iate Clube;
Praia do Pina, nas proximidades do Cassino Americano;

Em Sirinhaém:
Praia de Barra de Sirinhaém, em frente à Escola Municipal Leonildo da Silva;
Praia de Barra de Sirinhaém, em frente ao Loteamento Ondas da Barra;

Arquivo da Força Aérea americana sobre Ovnis é publicado na internet

Entre 1947 e 1969, 12.618 casos foram analisados pelo projeto Blue Book

POR 
O caso de Exeter é um dos 701 que continuam sem explicações - Reprodução


RIO — Ufólogos e interessados no fenômeno Ovni têm agora uma importante ferramenta para pesquisas, tudo disponível na internet. O projeto Blue Book, produzido pela Força Aérea dos EUA com análise de 12.618 casos de avistamentos de objetos voadores não-identificados entre 1947 e 1969, foi totalmente digitalizado e organizado pelo entusiasta John Greenewald.
— Eu sou um caçador de histórias. Eu acredito que esse material deveria ser acessível — disse Greenewald, em entrevista à CNN. — Segredos não são coisas ruins. Eu acho que nós deveríamos conhecer essa história e ela deveria estar nos livros.
A pesquisa de Greenewald começou há 15 anos, quando requisitou informações sobre o projeto ao governo com base na lei de Liberdade de Informação. Até agora, o projeto Blue Book estava disponível para pesquisa pública, mas apenas em microfilme no Arquivo Nacional, em Washington.
A coleção publicada pelo entusiasta no site projectbluebook.theblackvault.com permite a busca por ano ou palavra chave. São mais de 12 mil arquivos PDF, um para cada caso, entre eles alguns bastante conhecidos na comunidade ufológica, como o avistamento de Exeter em 1965, um dos 701 que continuam sem explicação.
O objetivo, diz Greenewald, é atiçar a curiosidade pública sobre o assunto, para que o governo seja pressionado a liberar mais informações.
PUBLICIDADE
— É apenas a ponta do iceberg — disse Greenewald.
Cada caso apresenta documentação, como fotografias e recortes de jornal, e relatos das testemunhas, além da análise feita por oficiais da Força Aérea.
O projeto Blue Book foi iniciado pela Força Aérea americana em 1952 — dando sequência aos projetos Sign (1947) e Grudge (1949) — e encerrado no dia 17 de dezembro de 1969, após o governo considerar a inexistência de provas sobre o fenômeno Ovni. As investigações foram conduzidas pela base aérea Wright-Patterson.


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Concurso de Rei e Rainha do Carnaval do Cabo inscreve até a próxima terça-feira

Os interessados em concorrer ao título de Rei e Rainha do Carnaval 2015 do Cabo de Santo Agostinho têm até a próxima terça-feira (27/01) para se inscrever. É necessário ter entre 18 e 28 anos e ter residência fixa no município. As inscrições são presenciais e devem ser feitas das 9h às 17h, na sede da Secretaria Executiva de Cultura e Lazer, situada na Rua Teixeira de Sá, N° 18, no Centro, ao lado do supermercado Arco-Íris.
Entre os requisitos para se tornar majestade do Carnaval do Cabo estão: beleza plástica, frevo no pé, animação e simpatia. A escolha do Rei e Rainha acontecerá na 11ª edição do Baile Municipal, no Clube da Destilaria no Cabo, no dia 06 de fevereiro. Este ano os eleitos receberão uma premiação de R$ 3,5 mil  (cada) e participarão dos principais festejos da cidade.
ATENÇÃO – Os candidatos não poderão se inscrever no dia 26 (segunda-feira), por ser um ponto facultativo alusivo ao Dia Municipal da Nacionalidade Hispânico-Brasileira, em homenagem ao desembarque de Vicente Yañes Pinzón no Cabo, em 1500.
Confira o regulamento do concurso: REGULAMENTO PARA INSCRICAO DE REI E RAINHA 2015
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (81) 3521-6655.

Texto: Raíza Muniz – Secom/Cabo

Dois homens presos por tráfico no Cabo

Suspeitos, que guardavam 204 pedras de crack no congelador, já eram acusados de homicídios

 

Dois homens identificados como Ataíde e Pepe foram detidos na noite da última quarta-feira (21) por policiais do Grupo de Ações Táticas Itinerantes (Gati) e da segunda seção do 18º Batalhão de Polícia Militar. Com eles, foram apreendidos 204 pedras de crack, uma balança de precisão e um revólver calibre 38 com nove munições intactas. A apreensão foi feita após denúncias de que eles mantinham uma boca de fumo em Pontezinha, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife.
Os suspeitos são acusados de cometer homicídios na área. Ataíde Dantas de Lima, 22 anos, e Pedro Rafael Guilherme da Silva, 18, foram encaminhados para a Delegacia de Plantão do Cabo. A droga estava escondida dentro do congelador da casa, localizada na rua da Linha

Moradores de Pontezinha reclamam de falta d'água desde o início de dezembro

Segundo denúncia, Compesa teria prometido o reparo para o início de janeiro

 

No bairro de Pontezinha, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, moradores da rua dos Coqueirinhos se queixam de falta d'água na torneira, desde o conserto de um cano quebrado, que estaria com vazamento. Segundo a atendente de padaria Eliema Suzane, de 26 anos, já foram realizadas várias ligações para a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), e até mesmo foram a uma das unidades do órgão. No entanto, a companhia teria prometido voltar ao local ainda no íncio de janeiro, e nada até o momento. Além desta residência, outras duas casas também estão com o mesmo problema.
Segundo Elielma, a situação está complicada, pois ela, que mora com esposo, mãe e duas filhas pequenas, precisa pedir água na casa dos vizinhos. Além disso, o gasto aumentou com água mineral. "É complicado para tudo, tomar banho, lavar roupas e outras coisas mais. Para cozinhar são dois a três garrafões de água mineral por semana", lamentou. Ainda de acordo com ela,
Em contato com a reportagem do Portal FolhaPE, a assessoria de comunicação da Compesa informou que uma equipe de técnicos será enviada, na próxima quinta-feira (22), para avaliar a situação relatada pela moradora.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Parafusos com 1 m de comprimento não param de cair deste arranha-céu em Londres

 Edificio Leadenhall
O edifício Leadenhall é o segundo maior arranha-céu em Londres, com 225 m de altura. Ele é conhecido como “Cheesegrater” (ralador de queijo) por seu formato de cunha.
Ele também está se tornando infame por alguns problemas de segurança: os donos do prédio revelaram que um terceiro parafuso de aço de alta resistência se quebrou devido à “fragilização por hidrogênio” – um termo que causa medo entre os engenheiros.
O Cheesegrater foi inaugurado em julho de 2014. Em novembro, dois parafusos de quase um metro de comprimento se quebraram, e destroços do aço de alta resistência caíram no chão. A estrutura de 15.000 toneladas possui 3.000 desses parafusos; segundo o Guardian, dezenas deles estão sendo substituídos.
Mas parece que isso não está acontecendo rápido o suficiente, porque um terceiro parafuso se desprendeu do arranha-céu esta semana. Desta vez, pelo menos, ele caiu em uma rede – instalada especialmente para isso – e não atingiu o chão.
Aço com fragilização por hidrogênio
Aço com fratura causada pela fragilização por hidrogênio. CEphoto, Uwe Aranas/CC-BY-SA-3.0
Por que isso está acontecendo? É que parafusos feitos de aço de alta resistência podem, paradoxalmente, ser mais fracos do que o aço comum.
Isso se deve ao processo de fragilização por hidrogênio. A Global Construction Review tem uma ótima explicação:
Existe um consenso sobre o mecanismo básico: átomos de hidrogênio entram no aço, migram através da rede cristalina, e são atraídos para as áreas de maior estresse. Nessas áreas, o hidrogênio faz com que fraturas minúsculas se propaguem. No pior cenário, pode acontecer um efeito cascata: o estresse sobre o aço aumenta, e isso atrai mais hidrogênio livre, levando a uma falha catastrófica e súbita – como o rompimento de um parafuso.
Então, ao invés de se deformar lentamente ao longo do tempo – um problema que é possível encontrar com inspeções periódicas – estes parafusos de alta resistência parecem ótimos mas, de repente, se partem ao meio.
Agora, proprietários do edifício estão na posição difícil de fiscalizar os parafusos já instalados para buscar pequenas rachaduras que são, por natureza, difíceis de encontrar. Os parafusos de alta resistência permitem criar edifícios belos e elegantes, mas acho que todos nós preferimos um arranha-céu que não faça chover parafusos gigantes no chão. [Global Construction Review]
Foto por Tom Parnell/Flickr

Refinaria de Abreu e Lima dará prejuízo de US$ 3,2 bilhões

Refinaria Abreu e Lima. Foto: Heudes Regis/JC Imagem.
Refinaria Abreu e Lima. Foto: Heudes Regis/JC Imagem.
Postergado por meses, o relatório de auditoria interna deve apontar um prejuízo de US$ 3,2 bilhões para a estatal. A Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, no foco da investigação da Operação Lava Jato, deve ser uma das mais prejudicadas.
Segundo matéria publicada na Folha de S. Paulo, neste domingo (18), estudos técnicos já apontavam as perdas quando membros de seu Conselho de Administração aprovaram a continuidade das obras da refinaria, em junho de 2012. Entre eles estavam a atual presidente da estatal, Graça Foster, o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, e os empresários Jorge Gerdau e Josué Gomes da Silva.
O prejuízo é decorrente do aumento dos investimentos para construir a refinaria. Os gastos subiram tanto que as receitas previstas para o projeto gerar ao longo do tempo, corrigidas para valores atuais, são insuficientes para pagar o que foi investido.
O custo inicial de Abreu e Lima foi estimado em US$ 2,4 bilhões em 2005. Hoje é a obra mais cara em curso no Brasil, chegando a US$ 18,5 bilhões, ou R$ 48,5 bilhões.
A continuidade da obra de Abreu e Lima foi aprovada pelo conselho de administração em junho de 2012, junto ao plano de negócios até 2016. Os investimentos chegavam a US$ 17 bilhões.
Em conversas reservadas, membros do conselho da Petrobras na ocasião afirmam hoje que na discussão sobre a refinaria, a diretoria da estatal apresentou a explosão de custos, mas não deixou claro o valor estimado do prejuízo, então em US$ 3,2 bilhões.
Segundo especialistas em petróleo, naquele ponto seria difícil desistir da obra, que já estava 57% concluída. Mas os conselheiros poderiam ter determinado uma revisão dos custos para reduzir o prejuízo. E punir os responsáveis.
Na auditoria feita pela estatal, os técnicos concluem que o projeto “não passou por reavaliação econômica e aprovação de novos custos, mesmo apresentando todas as situações para isso”.
A Petrobras só criou uma comissão interna para investigar Abreu e Lima em abril de 2014, depois da Operação Lava Jato. Graça já reconheceu publicamente que a refinaria é uma “lição a ser aprendida e não repetida”. Mas nunca admitiu que ela geraria perda à empresa.
Um dos principais delatores da corrupção na Petrobras, Paulo Roberto Costa foi diretor de Abastecimento da estatal quando Abreu e Lima começou a ser construída. Ele foi acusado de ter superfaturado contratos da obra. O valor pago a mais retornou ao ex-diretor como propina, que ficou com uma parte e repassou o restante para políticos.
O projeto de Abreu e Lima surgiu em 2005, quando o ex-presidente Lula firmou um acordo com Hugo Chávez, da Venezuela, para que a Petrobras e a petroleira venezuelana PDVSA construíssem uma refinaria no Nordeste.
A escalada de gastos, segundo a auditoria, foi provocada por erros de gestão, variação cambial, e mudanças no escopo do projeto, após a saída da PDVSA. Com a Operação Lava Jato, também surgiram fortes indícios de superfaturamento da obra.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Em época de demissões, Polo Automotivo da Fiat contrata em Pernambuco

unnamed
Em um momento de forte tendência de redução do quadro de efetivos na área de veículos, já observado na indústria em outras regiões, como São Pualo, no Polo Automotivo de Pernambuco, já foram criados aproximadamente 200 novos empregos apenas no mês de janeiro. A expectativa é que, até o final do mês, sejam totalizadas mais 550 vagas.
O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos do Estado de Pernambuco (Sindmetal-PE) esteve em visita à fábrica nesta quinta-feira (15/01). O objetivo seria assegurar a continuidade das contratações e a manutenção do emprego no Polo Automotivo em implantação na cidade de Goiana.
“Nossa expectativa é que a confiança da FCA no mercado brasileiro se mantenha, refletindo em seu investimento no desenvolvimento do complexo, que além da fábrica conta com diversas empresas da cadeia produtiva, e na oferta de emprego e geração de renda para a população local”, afirma o presidente do Sindmetal-PE, Henrique Gomes.
Na ocasião, o Sindmetal-PE também abriu diálogo para que as políticas de gestão de pessoas aplicadas na fábrica Jeep sejam alinhadas com as 16 empresas que estão instaladas no parque de fornecedores integrado à planta. Ainda foi debatida a importância de que essas iniciativas sejam estendidas às companhias que farão parte do segundo parque de fornecedores, quando este começar a ser instalado.
O Sindicato também fez uma vistoria preventiva na fábrica e em algumas unidades do parque de fornecedores para avaliar aspectos relacionados a condições de trabalho. Segundo Gomes, a abertura para o diálogo, antes mesmo do início da produção, configura uma situação inédita no relacionamento entre a entidade e a indústria.
“Pudemos observar que o Polo apresenta uma estrutura com avanços em aspectos ergonômicos, como a climatização da fábrica em sua totalidade, o uso de tecnologias que facilitam a movimentação de materiais e o desempenho das atividades sem risco à saúde e segurança dos trabalhadores”, completa o presidente Henrique.
“O empreendimento é muito importante para o futuro de Pernambuco, portanto é fundamental que continue a se desenvolver com respeito aos direitos dos trabalhadores. Seguimos comprometidos em acompanhar esse crescimento para que ele seja benéfico às pessoas que participam de sua construção”, assegura o presidente do sindicato, Henrique Gomes.
O sindicato vem mantendo reuniões com representantes da Jeep – Polo Automotivo Pernambuco – e negociado um acordo coletivo para a categoria desse polo. O sindicato espera que até o final do mês de janeiro as negociações sejam concluídas e o acordo coletivo seja fechado.