quinta-feira, 28 de abril de 2016

Manifestantes liberam as duas pistas da BR-101, no Cabo

Comunidade fechou a estrada nas proximidades do bairro da Charneca.
De acordo coma Polícia Rodoviária Federal (PRF), ato terminou às 10h35.

Trânsito tem retenções e é possível ver fumaça na pista (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Após quase duas horas de protesto, foram liberadas, às 10h35, as pistas da BR-101 Sul, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Os manifestantes bloquearam a rodovia nas proximidades no quilômetro 104, na manhã desta quinta-feira (28).
O ato, no bairro de Charneca,  foi  organizado por moradores da área. A comunidade ficou revoltada com o assassinato de um jovem.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito ficou  travado no local. A corporação orientou motoristas que trafegavam com destino ao estado de Alagoas a usar vias alternativas, como a PE-60. 
Fonte G1

Assassinato revolta moradores da Charneca


Revolta do irmão, família e moradores da Charneca.

PMs e bombeiros aceitam proposta; não vai ter greve

Policiais militares e bombeiros de Pernambuco decidiram acatar a nova proposta do executivo estadual
(Foto: Bruno Marinho/G1)
Do Portal G1 Pernambuco
Policiais e bombeiros militares de Pernambuco aceitaram a nova proposta do executivo estadual de reajuste, em uma segunda assembleia na Praça da República, na noite desta quarta-feira (27).  A nova proposta representou um ganho real de 20% para as categorias. Policiais e bombeiros trabalham normalmente na quinta (28).
Governo e os representantes das categorias se reuniram por duas vezes nesta quarta (27), na Secretaria de Administração de Pernambuco, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. A nova proposta do governo foi de elevar de R$ 350 para  R$ 400 fixos mensais de auxílio-transporte, passando a ser a partir de junho, invés de julho. A gratificação vale também para os inativos.
A nova proposta incluiu a revisão, ainda neste ano, do Código Disciplinar, além de concurso para 300 soldados dos Bombeiros. Com as gratificações, o ganho real chega a 20% para a categoria. Permaneceu a proposta de R$ 750 anuais de auxílio-uniforme pagos a partir de junho, o que equivale a R$ 62,50 mensais."Ficou acordado com o governo que, em janeiro do ano que vem, vamos discutir os reajustes reais que as categorias precisam", comemorou Alberisson Carlos, presidente da Associação dos Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE)

terça-feira, 26 de abril de 2016

Série de ilustrações mostra a diferença entre um chefe e um líder

Como é difícil ter que seguir as ordens de alguém em quem você não confia, não é? Ou se forçar a respeitar uma pessoa que não demonstra muito respeito por você… por um tempo pode dar certo, mas o desgaste vai dificultando cada vez mais o trabalho.
Especialistas em carreiras sabem disso há algum tempo: há um abismo que separa um simples chefe de um grande líder. Enquanto o primeiro apela para o autoritarismo para comandar, o segundo conquista a admiração de sua equipe.
Para ilustrar as diferenças entre essas duas figuras, a página YukBisnis publicou uma série de desenhos sobre o assunto. Você se identifica com alguma delas? Já teve algum líder em sua vida, ou por enquanto foram só chefes?
Confira (do lado esquerdo, os chefes; do direito, os líderes):
‘Comanda’; ‘Pergunta’
‘Fala, “Eu”‘; ‘Fala, “Nós”‘

“Vai”; “Vamos”
‘Sabe como as coisas são feitas’; ‘Mostra como as coisas são feitas’
Todas as imagens © YukBisnis

Tadeu defende que PSB não ocupe cargos no eventual Governo Temer

Deputado afirmou que acha natural as criticas ao PSB sobre a votação do impeachment(Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco)
Mesmo votando a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), o deputado Tadeu Alencar (PSB) defende que o Partido Socialista Brasileiro não ocupe nenhum cargo em um eventual governo de Michel Temer (PMDB). Em entrevista á Rádio Folha FM 96,7, nesta segunda-feira (25), o socialista disse que a legenda precisa preservar sua autonomia.
“É um governo que não elegemos. É um governo legitimo, mas não devemos ocupar, até para preservar, que a gente tenha autonomia, que possa fazer critica se for necessária”, afirmou Alencar.
Para o parlamentar, é possível apoiar um governo de Michel Temer sem ocupar espaços na administração. “Vou defender que se houver uma cara boa no futuro Governo e que permita a gente apoiar medidas em prol do país, como fizemos isso no governo Dilma, quem olhar a votação do PSB, vai perceber que apoiamos o governo Dilma em vários momentos. Mas eu vou defender que esse apoio (a Temer) não se traduza em espaços no governo”, disse.
De acordo com o deputado, as criticas sobre o apoio do PSB ao impeachment de Dilma são naturais. “Não é questão de gratidão ou ingratidão”.
“Pensar a posição de um partido com a história do PSB, de quase 70 anos, e que teve líderes ao longo do tempo que sempre estiveram ao lado das melhores causas desse país, certamente não seria diferente nesse episódio. Vocês acompanharam a nossa posição enquanto representantes do PSB na comissão especial da Câmara”, relatou Alencar.
“Sempre dissemos que nossa atitude lá não deveria ser a de um julgamento prévio, antecipado, pois era incompatível com a relevância do que estávamos discutindo e com o nosso papel de magistrados. É um julgamento político, jurídico, mas é um julgamento feito pelo parlamento e que reclamou, e nós cumprimos com rigor essa posição na comissão. (…) que levaram ao nosso apoio ao relatório e à abertura do processo de impeachment, pois entendemos que havia razões suficientes para tanto”, completou.

Suspeitos explodem caixa eletrônico no Cabo

Crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (26), no bairro de Pontezinha. Suspeitos fugiram levando uma quantia não informada

Suspeitos explodiram um dos três caixas eletrônicos na frente de um supermercado em Pontezinha

Foto: Reprodução/TV Jornal

Um caixa eletrônico localizado ao lado de um supermercado no bairro de Pontezinha, Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR), ficou completamente destruído após uma explosão, na madrugada desta terça-feira (26). De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos roubaram uma quantia em dinheiro não informada.
De acordo com informações de moradores, entre quatro e seis homens participaram do crime. Eles chegaram fortemente armados, por volta das 3h, e colocaram explosivos em um dos três terminais de autoatendimento que estavam instalados no local. 
Na fuga, o grupo espalhou diversos grampos nas rua nas imediações do estabelecimento comercial para dificultar uma possível perseguição pela polícia. Alguns carros e um ônibus teriam furado os pneus no local.
Autoria: JC Online

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Dilma diz a jornalistas estrangeiros que Brasil tem um veio golpista adormecido


A presidenta da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta terça-feira (19), a jornalistas estrangeiros no Palácio do Planalto, estar sendo vítima de um processo de impeachment baseado em uma injusta fraude jurídica e política.
A presidenta disse que, nos períodos democráticos do País, todos os presidentes enfrentaram processos de impedimento no Congresso Nacional.
Dilma argumentou que crise econômica e impopularidade não são motivos para se pedir o impeachment de um presidente da República.
“O Brasil tem um veio que é adormecido, um veio golpista adormecido. Se nós acompanharmos a trajetória de presidentes no meu País, do regime presidencialista a partir de Getúlio Vargas, nós vamos ver que o impeachment sistematicamente se tornou um instrumento contra os presidentes eleitos”.
Enquanto isto, a revista Época revelou que Diogo Ferreira, ex-chefe de gabinete do senador Delcídio do Amaral, deu informações ao MPF sobre os pagamentos feitos por Maurício Bumlai, filho do pecuarista José Carlos Bumlai, um grande amigo de Lula, para financiar a família de Nestor Cerveró.
Segundo a publicação, a Procuradoria-Geral da República usará o termo de delação premiada de Diogo Ferreira para encorpar a denúncia que prepara contra Lula, segundo fontes ligadas ao caso. O acordo foi homologado pelo ministro Teori Zavascki, na última quinta-feira. A denúncia contra Lula pode ser apresentada pela PGR ao STF até o começo de maio. O teor dessa delação foi revelado por Época.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Deputados ‘escorregam’ nos argumentos em votação

Com Agência Brasil
Dez segundos. Esse foi o tempo determinado para que cada deputado federal presente na Câmara, nesse domingo (17), proferisse seu voto contra, a favor ou até para se abster da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
Nas longas horas de votação na Câmara, que por pouco não entraram na segunda-feira (18), o que mais se viu foram agradecimentos a Deus, à família, ao Brasil, a quem já morreu… A sessão foi marcada pela presença de bandeiras, cartazes, hino e gritos de guerra.
Pouco se falou dos reais motivos que levaram à abertura do processo de impeachment. Entre eles, as pedaladas fiscais.
Podia se contar nos dedos quem, realmente, lembrou disso na hora de votar. Mais parecia que, ao ficarem diante do microfone – e das câmeras – era hora de dar seu show. E, para isso, nada melhor do que tentar uma frase de efeito, seja para dar satisfação à base, seja para criticar o Governo, ou simplesmente porque seguiu a orientação do partido.
Polêmico, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), soltou: “Que Deus tenha misericórdia desta nação, voto sim”. Ele não foi o primeiro, nem o último, a evocar religião na votação. “Pela paz de Jerusalém, eu voto sim”, justificou, por sua vez, o deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF).
Houve, também, inúmeras citações a familiares. Favorável ao impeachment, o deputado Marco Tebaldi (PSDB-SC) lembrou o neto. “Em nome de Joinville, de Santa Catarina, pelo meu neto Pedro, pelo futuro dele que nasceu há dez dias, por todas as famílias de bem do Brasil, meu voto é sim”, disse.
E quem quisesse que o filho votasse em seu lugar – caso do deputado pernambucano Eduardo da Fonte (PP). O parlamentar chegou a anunciar que o herdeiro iria cantar o voto, mas foi impedido pelo presidente da Câmara.
Houve, ainda, quem lembrasse a Operação Lava Jato, os fundamentos do cristianismo, e até quem falasse que queriam destruir o País com a “proposta de que criança troque de sexo e aprenda sexo na escola com seis anos de idade”. A frase é de Éder Mauro (PSD-PA).
Os corretores de seguros do País foram lembrados por Lucas Vergilio (GO), parlamentar do Solidariedade. Já Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho de Jair Bolsonaro, lembrou aqueles que votaram contra o Estatuto do Desarmamento. E, ao fim de sua fala, chegou a simular armas com as mãos. O deputado Marco Feliciano (SP) disse que o PT correspondia ao “Partido das Trevas”.
(Reprodução/Twitter)
A professora do Departamento de Ciência Política e coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher da UFMG, Marlise Matos, disse achar “estarrecedor, em um País republicano, que tem princípios de laicidade do Estado, levantar argumentos religiosos e a família”. “Pouquíssimos levantaram os motivos reais que são julgados no processo. É entristecedor ver a qualidade de argumentos, todos arregimentados para seu entorno, em questões de seu interesse”, disse.
Já para o professor do departamento de Ciência POlítca da Universidade Federal da Bahia (UFBA) Jorge Almeida, em nenhum momento ficou caracterizado o crime por parte da presidente. “Raros foram os parlamentares pró-impeachment que argumentaram a existência de crime de responsabilidade. Falaram sobre questões econômicas, políticas, sociais, religiosas, lembraram as famílias e os próprios familiares. Isso mostra a fraqueza desse argumento e que foi realmente um julgamento político”, argumentou.
Por sua vez, o professor do programa de pós-graduação de ciência política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Rodrigo Gonzalez, diz que cada um está aproveitando seus 30 segundos de fama.
E como não poderia ser diferente, as manifestações dos deputados viraram alvo nas redes sociais.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Dois suspeitos morrem em tentativa de assalto a ônibus no Cabo


Atualizado às 23h02
Dois suspeitos de tentativa de assalto a ônibus  morreram após levarem tiros de passageiro não identificado no momento do roubo. A ação ocorreu por volta das 14h desta terça-feira (12), no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife.
De acordo com a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), um dos assaltantes foi baleado e chegou a ser  socorrido para o Hospital Dom Hélder Câmara, no mesmo município. De lá, ele seguiu para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, Área Central do Recife. O outro morreu no local. Ambas as identidades deles não foram reveladas. 
Os passageiros que estavam dentro do veículo que fazia a linha Recife/Palmares se surpreenderam com o anúncio do assalto feito por dois homens na altura do Cabo. De acordo com policiais civis da Delegacia do município, um terceiro homem – que supostamente seria policial – atirou em ambos os suspeitos. Ele fugiu do local.
PMs do Grupo de Ações Táticas do Interior (GATI) do 18º Batalhão da PMPE foram os primeiros a chegar no local, porém ainda não há informações sobre os suspeitos. O corpo de um dos bandidos já foi levado ao Instituto de Medicina Legal (IML) em Santo Amaro, Área Central do Recife.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Pernambuco terá sua primeira rota de cicloturismo, no Agreste

Percurso de 180 quilômetros ligará os municípios de Gravatá, Bezerros, Caruaru e Bonito

Entre os atrativos, belas paisagens, como esta, de Serra Negra, em Bezerros

Divulgação

Margarette Andrea
Visitar cachoeiras, museus, igrejas, parques ecológicos, praticar esportes radicais, conhecer um pouco da história do lugar aonde se passa. Atividades comuns a qualquer turista, como essas, vão poder ser feitas de uma forma diferente no Agreste pernambucano: de bike. A primeira rota de cicloturismo do Estado está prevista para entrar em funcionamento ainda neste semestre. O percurso de 180 quilômetros ligará os municípios de Gravatá, Bezerros, Caruaru e Bonito.
“Foi aberta licitação em março para sinalizar o trajeto, que começa e termina em Gravatá. A ideia é que o turista passe pelo menos uma noite em cada cidade. Cinco dias seria o tempo médio da viagem, mas cada um deve fazer seu tempo de acordo com sua resistência e com os atrativos que encontrar nas cidades, sem pressa”, explica a gerente de ciclomobilidade da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, Rosaly Almeida.
O percurso será sinalizado com placas informativas e indicativas em madeira ecológica. “Ele alterna passagens por trilhas, por terra batida e, em alguns momentos, pelas vias principais. O turista receberá um passaporte, que será carimbado em cada local onde ele passar e, ao final, um certificado de que cumpriu o trajeto. A proposta é baseada no Circuito Vale Europeu de Santa Catarina”, relata Rosaly. 
O percurso do Agreste será dividido em quatro trechos: de Gravatá para Serra Negra (31km), de Serra Negra a Caruaru (31,8km), de Caruaru a Bonito (52km), e de Bonito a Gravatá, passando por Sairé (67,7 km). A previsão é de que a nova modalidade reforce a economia da região, uma vez que o turista gasta com hospedagem, alimentação (só em Gravatá são mais de 70 restaurantes) e lembrancinhas da viagem.
A rota e as atrações de cada município estarão disponíveis em um livro. “O de Santa Catarina é vendido por R$ 10, aqui ainda não definimos como vai funcionar, se será pago ou não. Mas as pessoas também poderão baixar as informações pela internet, gratuitamente”, destaca a gerente. Segundo ela, o trajeto foi desenhado em conjunto com ciclistas da região. “Percorremos a área de bicicleta para definir a rota”, salienta.
Agora, a secretaria se articula junto a donos de pousadas e restaurantes, para que eles se organizem de forma a facilitar a vida do cliente e estimular que ele fique mais tempo na região. Se uma pessoa faz reserva em uma pousada em outra cidade e resolve ficar mais tempo na que está, por exemplo, a alteração de data deve ser feita da forma mais simples possível, sem traumas. Os empresários envolvidos também devem ter todas as informações a respeito do circuito, dos atrativos locais, da culinária.
Outra questão ainda indefinida é se serão instalados pontos de aluguel de bicicleta no circuito. “Em geral, o perfil desse turista é de homens e mulheres entre 40 e 60 anos, com bom poder aquisitivo e interesse em conhecer a cultura local por um ângulo diferente, em maior contato com as pessoas de cada lugar. Muitos já carregam sua própria bicicleta”, diz Rosaly. “De qualquer forma, vamos conversar com comerciantes da região. E no Recife há locais para aluguel de bicicleta e taxistas com suporte para transportá-la”, observa.
Rosaly adianta que o objetivo do governo é, futuramente, criar novas rotas de cicloturismo no Estado. “Há pessoas que viajam pelo mundo percorrendo essas rotas de cicloturismo”, observa.
PIONEIRO
O circuito do Vale Europeu catarinense foi o primeiro a ser planejado especialmente para ser percorrido de bicicleta no País. Ele tem um total de 300 quilômetros, com início e término na cidade de Timbó, a cerca de 30 quilômetros de Blumenau. O percurso pode ser dividido em parte alta – onde se chega a 700 metros de altitude, com relevo acentuado, e parte baixa, em que o ciclista passa por inúmeros rios, riachos e cachoeiras.