banner de rolagem carrosel

sábado, 23 de agosto de 2014

Pesquisa: vem aí o novo datafolha presidencial

 Depois do Ibope anunciar que vai a campo neste final de semana para medir os reflexos dos últimos acontecimentos importantes no cenário eleitoral (leia mais aqui), o Datafolha registrou sua nova pesquisa presidencial, informa Lauro Jardim na Veja Online.
O instituto de pesquisa, que no levantamento divulgado nesta semana mostrou o efeito da entrada de Marina Silva na corrida pelo Planalto, vai a campo nos dias 28 e 29 de agosto para entrevistar 2 884 eleitores.
Desta vez o eleitor será questionado também sobre qual candidato tem se saído melhor no horário eleitoral. A pesquisa custou 266 200 reais ao Datafolha e a data de divulgação ainda não foi definida.

Rodoviários terão nova assembleia no domingo e podem fazer outra paralisação

Por enquanto, indicação do sindicato é de que profissionais retornem ao trabalho

Atualizada às 19h10
Terminou, no início da noite desta sexta-feira (22), uma reunião entre integrantes da diretoria do Sindicato dos Rodoviários para deliberar sobre o rumo da paralisação das atividades da categoria após a revogação do aumento salarial de 10% concedido durante a campanha salarial, em julho deste ano. A invalidação foi determinada na última quarta-feira (20) pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). De acordo com a assessoria de comunicação do sindicato, o encontro foi apenas para explicar à categoria sobre detalhes da suspensão. Outra reunião foi marcada para o próximo domingo (24), às 14h, quando será decidido se haverá uma nova paralisação na segunda-feira (25).
O sindicato reconheceu que, apesar de não ter estado por trás do ato de protesto, nesta sexta-feira, não se pôs contrário à manifestação da revolta da classe trabalhadora. Segundo a advogada Maria Rita Albuquerque, a indicação era aguardar até a chegada da notificação oficial. "Mas a categoria está muito insatisfeita e, certamente, a diretoria não pôde controlar o movimento dos que quiseram parar de forma espontânea", disse a representante do sindicato. Apesar disso, a indicação é de que os profissionais retornem ao trabalho na noite desta sexta.
O presidente da Associação dos Rodoviários de Pernambuco, Roberto Carlos Torres, por sua vez, afirmou que a mobilização também não foi estimulada pelo grupo dirigido por ele, que faz oposição ao sindicato da categoria. "Foi algo que partiu do sentimento de indignação contra uma decisão que não reconheceu algo duramente conquistado", declarou. Torres também disse ter uma pauta diferenciada em relação à da entidade que representa a classe oficialmente. "Não teremos nada a ver com a reunião de domingo. Mas os trabalhadores estão se preparando para realizar um novo ato como o de hoje. Ainda não sabemos em que dia, mas deverá ser no início da semana que vem", avisou.
Já o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) afirmou, em nota, que "reitera sua preocupação em evitar transtornos para a população e repudia as ocorrências de vandalismo registradas", reafirmando que interpôs recurso, junto ao TST, por motivo de incapacidade financeira, já que assumir as cláusulas econômicas do acordo feito durante o dissídio implicaria "em aumento médio de 19% nos custos de pessoal (10% nos salários, 75,4% nos tickets)".
Dia difícil
Pega de surpresa pela paralisação dos motoristas, cobradores e fiscais de ônibus, a população teve um dia sofrido desde o início da manhã desta sexta-feira (22). Nos bairros, poucos ônibus passavam. Nos terminais integrados (TIs), a situação também não era animadora. Dezessete terminais estiveram abertos, mas contavam com poucos ônibus. Em alguns, como o de Xambá, em Olinda, protestos com queima de pneus e entulhos atrapalharam ainda mais a operação. 
Vários ônibus sofreram atos de vandalismo, como o que pegou fogo nas proximidades do TI da Macaxeira, na Zona Norte do Recife. Outros tiveram os vidros quebrados ou os pneus esvaziados, impedindo a continuidade da viagem de quem já tinha esperado bastante tempo por um coletivo. Cerca de dois milhões de usuários foram prejudicados.
De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, 35% da frota dos ônibus circulava nas ruas da Região Metropolitana do Recife por volta do meio-dia. Esse quantitativo subiu pouco - para apenas 40% - no horário de pico da noite. 
Decisão judicial
No dia 30 de julho, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PE) determinou aumento de 10% nos salários de motoristas, cobradores e fiscais, além de um reajuste de 75,4% no ticket alimentação, que passou a ser de R$ 300. Na última quarta-feira (20), o TST suspendeu, provisoriamente, a decisão do TRT a respeito do dissídio coletivo dos rodoviários. Na determinação, o presidente do tribunal, ministro Barros Levenhagen, sustou a concessão do reajuste salarial de 10% e manteve o de 6% por entender que o reajuste foi fora dos limites do poder normativo da Justiça do Trabalho. A suspensão estará em vigor até o julgamento do processo pela Seção de Dissídios Coletivos do TST, ainda sem data marcada. 
Com esses percentuais, o salário de motorista passa a ser de R$ 1.700,30, o de fiscal, de R$ 1.100,17, e o de cobrador, de R$ 830,29. Já o reajuste no tíquete-alimentação, que havia sido corrigido pelo TRT-PE em 75%, também será reajustado a 6%, passando a ser R$ 181,26. O mesmo reajuste foi aplicado às diárias para motoristas em viagens especiais, ao auxílio funeral e à indenização por morte ou invalidez.
Segundo o procurador geral do trabalho, José Laízio, que participou das negociações no período da greve em julho, uma comissão do TRT já entrou em contato com a Procuradoria Geral em Brasília para pedir celeridade no julgamento do recurso. José Laízio acredita, ainda, que o movimento foi espontâneo e, por isso, não houve infração na Lei da Greve, que obriga a informação sobre a paralisação com 48 horas de antecedência.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Marina tem caminhada e ato político no Recife

A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, acaba de fechar a programação do seu primeiro ato de rua, após sua oficialização no lugar de Eduardo Campos, ontem, em Brasília. Será no próximo sábado no Recife.
Pelo que ficou acertado haverá uma caminhada no bairro de Casa Amarela, às 9 horas da manhã, em companhia dos candidatos da Frente Popular, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho.
No final da tarde, por volta das 17 horas, ocorrerá um ato político no Clube Internacional, que servirá para apresentação do seu candidato a vice, Beto Albuquerque (PSB-RS).

Poque hoje é quinta-feira!

Kim Kardashian (Foto: Splash News/AKM-GSI)

Kim Kardashian

De peruca e terno branco, Tiririca imita Roberto Carlos para pedir votos

Acidente complica trânsito na BR-101, no Cabo

Do JC Trânsito
O acidente teria ocorrido por volta das 6h30 e às 8h ainda complicava o trânsito no local. / Foto: Gutemila Gomes / Facebook
O acidente teria ocorrido por volta das 6h30 e às 8h ainda complicava o trânsito no local.Foto: Gutemila Gomes / Facebook
Um acidente entre um ônibus e um carro causa grande retenção nos dois sentidos da BR-101, no Cabo.
O Batalhão da Polícia Rodoviária Federal informou que recebeu o chamado do acidente por volta das 6h30 da manhã e ainda não tem maiores informações sobre o ocorrido. O Corpo de Bombeiros estava presente no local por volta das 7h30.
Através do twitter @jctransito, internautas enviaram informações sobre o trânsito no local.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Assista ao programa do PSB

PSB decide indicar Beto Albuquerque para vice de Marina

Beto Albuquerque, deputado federal, psb, pernambuco, recifeNuma reunião na tarde desta terça-feira (19) no Recife, dirigentes do PSB decidiram indicar o nome do deputado Beto Albuquerque (RS), líder do partido na Câmara, para candidato a vice na chapa presidencial encabeçada por Marina Silva.
Os dois nomes da nova chapa serão anunciados em reunião do partido nesta quarta (20), em Brasília. A mudança na chapa do PSB é motivada pela trágica morte do então candidato Eduardo Campos em um acidente aéreo na semana passada.
O nome de Beto Albuquerque recebeu o apoio do PSB de Pernambuco e da viúva do ex-governador, Renata Campos. Como divulgou o Blog mais cedo, Beto foi beneficiado pela divisão do partido em Pernambuco. Três nomes do PSB estadual eram cotados para a vaga de vice: o do deputado federal Danilo Cabral, o do ex-deputado Maurício Rands, e o do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho, candidato ao Senado.
O impasse em Pernambuco motivou o cancelamento de uma reunião da cúpula do partido, que estava marcada para a tarde desta terça em Brasília. Ficaram no Recife para concluir as negociações em relação à chapa o próprio Beto Albuquerque, o secretário-geral do PSB, Carlos Siqueira, e o presidente do partido, Roberto Amaral.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Série de homenagens para Eduardo e Percol na Ilha

Foto: André Nery/Folha PE
Rômulo Alcoforado/Folha PE
Antes de a partida começar, a diretoria do Sport programou homenagens para as vítimas da tragédia aérea da última quarta-feira – em especial ao ex-governador Eduardo Campos e ao jornalista Carlos Percol, assessor de imprensa de Campos e rubro-negro fanático . A torcida, espontaneamente, também prestou reverências ao político, sepultado ontem no cemitério de Santo Amaro.
Houve, também, as tarjas pretas no braço de cada atleta e um minuto “de aplauso” para as vítimas da tragédia. Os leoninos entraram com uma faixa em que se lia uma das frases célebres de Eduardo Campos, acompanhada de sua foto: “Não vamos desistir do Brasil”. Enquanto o hino nacional tocava, fotos de Campos e de Percol apareciam no telão do estádio. Depois disso, a torcida gritou: “Ah, é Eduardo”.
Além disso, os jogadores entraram no campo com mensagens nas camisas. Além de seus próprios nomes, carregavam a hashtag‪ #‎Eduardoeterno‬. O atacante Neto Baiano estampava,ainda , o nome de Percol, conhecido entre os amigos como goleador nas peladas. O DNA era poderoso: seu pai, Carlinhos Ramos Leal, executou a primeira “lambreta” de que se tem notícia. O drible, imortalizado pelo jogador de futsal Falcão, consiste em prender a bola nos pés e suspendê-la pelas costas, jogando por cima do adversário. Sim: o ponta-direita atuava pelo Sport na década de 50. O cazá-cazá foi entoado por um amigo de Percol e dedicado a ele.
*matéria atualizada às 19h15